ENTRANDO EM CONTATO

1 Entrar ou criar uma nova conta.
2 Ligar no (61) 3404-3526.
3COMENTÁRIO na pagina fale-conosco!

Se você ainda tiver problemas, entre em contato conosco, enviando um e-mail para contato@advocaciamilitar.com Obrigado!

FUNCIONAMENTO

Seg-Sex 9:00AM - 6:00PM
Sab - 9:00AM-11:00AM
Domingos somente com hora marcada!

CRIAR CONTA

ESQUECEU SEUS DADOS?

RECRUTAS E ORGIAS Coronel do Exército é suspeito de promover orgias com soldados

RECRUTAS E ORGIAS

Quando trabalhava como técnica de enfermagem no Hospital Militar de Marabá, em 2009, Rubenice Nazaré denunciou um esquema de orgias homossexuais chefiado pelo tenente-coronel Alberto Almeida (na foto, vestido de mulher): “recrutas que não topavam eram perseguidos e não se estabilizavam na carreira.” O processo acabou arquivado na Justiça Militar. Cinco vezes presa por transgressão, ela foi transferida como vigia da madrugada na selva. Demitida, ela chegou a fugir para São Paulo e diz sofrer ameaças de morte ainda hoje.

Ela foi aprovada para lecionar no Colégio Militar de Brasília. Embora nunca tenha servido no Exército, passou com “excelência” nos testes de resistência, controle emocional, exposição a situações de pressão e estresse. Em 2011, transferida para o terceiro ano do ensino médio, ficou sob a chefia do coronel José Paulo Fernandes. Por causa do conteúdo sobre Karl Marx e socialismo, vieram comentários sarcásticos de que a disciplina influenciaria de forma negativa os alunos. Os livros não falavam em ditadura militar, mas em “revolução democrática de 1964”. Ela teria recebido ordem para deixar abertas as portas da sala para estar sob vigilância constante. Em abril de 2012, Fernandes acusou Luciana de sumir com o cartão de respostas de uma aluna. Em tom de histeria, culpou-a diante dos demais funcionários, sem chance para defesa. A professora entrou em pânico enquanto procurava pelo cartão. Colegas contaram que ele havia sido rasgado pelo próprio coronel.

“Ainda existe uma forte misoginia e ele a responsabilizava por tudo”, diz um professor que não quis se i dentificar. Luciana voltou ao colégio no dia seguinte (e nos próximos) chorando, sem conseguir dar aula. Seguiram-se atestados médicos de afastamento para tratamento psicológico. Um deles diz que a paciente chegou “com sintomas compatíveis com ansiedade e fobia, desencadeados após graves situações dentro de seu ambiente de trabalho, e não tinha antecedentes psiquiátricos”. Em junho, uma Luciana “apta” voltou ao colégio com ordem médica para mudança de departamento. A chefia não atendeu e o quadro dela piorou, levando a meses de afastamento. O Exército diz que a solicitação de Luciana “foi considerada e só não pôde ser efetivada pelo fato de a oficial estar afastada para tratamento”. Os documentos mostram que a recomendação médica foi obedecida em novembro, cinco meses após o ates­tado.“Vivemos um momento que banaliza práticas como se fossem naturais”, afirma Lis Andrea Soboll, professora de psicologia da Universidade Federal do Paraná e autora de livros sobre assédio moral, sequência de ações hostis que constrangem e ferem a dignidade. “Não é legítimo usar tortura psicológica.”

TOPO

OPÇÕES DO SITE

Cabeçalho:
Cores:
Sugestões de cores *
TEMA
* Pode não ter precisão total!

A wonderful serenity has taken possession of my entire soul, like these sweet mornings of spring which I enjoy with my whole heart. I am alone, and feel the charm of existence in this spot, which was created for the bliss of souls like mine.

I am so happy, my dear friend, so absorbed in the exquisite sense of mere tranquil existence, that I neglect my talents. I should be incapable of drawing a single stroke at the present moment; and yet I feel that I never was a greater artist than now.

When, while the lovely valley teems with vapour around me, and the meridian sun strikes the upper surface of the impenetrable foliage of my trees, and but a few stray gleams steal into the inner sanctuary, I throw myself down among the tall grass by the trickling stream; and, as I lie close to the earth, a thousand unknown plants are noticed by me: when I hear the buzz of the little world among the stalks, and grow familiar with the countless indescribable forms of the insects and flies, then I feel the presence of the Almighty, who formed us in his own image.

Duis dictum tristique lacus, id placerat dolor lobortis sed. In nulla lorem, accumsan sed mollis eu, dapibus non sapien. Curabitur eu adipiscing ipsum. Mauris ut dui turpis, vel iaculis est. Morbi molestie fermentum sem quis ultricies. Mauris ac lacinia sapien. Fusce ut enim libero, vitae venenatis arcu. Cras viverra, libero a fringilla gravida, dolor enim cursus turpis, id sodales sem justo sit amet lectus. Fusce ut arcu eu metus lacinia commodo. Proin cursus ornare turpis, et faucibus ipsum egestas ut. Maecenas aliquam suscipit ante non consectetur. Etiam quis metus a dolor vehicula scelerisque.

Nam elementum consequat bibendum. Suspendisse id semper odio. Sed nec leo vel ligula cursus aliquet a nec nulla. Sed eu nulla quam. Etiam quis est ut sapien volutpat vulputate. Cras in purus quis sapien aliquam viverra et volutpat ligula. Vestibulum condimentum ultricies pharetra. Etiam dapibus cursus ligula quis iaculis. Mauris pellentesque dui quis mi fermentum elementum sodales libero consequat. Duis eu elit et dui varius bibendum. Sed interdum nisl in ante sollicitudin id facilisis tortor ullamcorper. Etiam scelerisque leo vel elit venenatis nec condimentum ipsum molestie. In hac habitasse platea dictumst. Sed quis nulla et nibh aliquam cursus vitae quis enim. Maecenas eget risus turpis.